Curso de energia solar capacita profissionais em Cachoeiro

Alternativa energética limpa, renovável e cada vez mais viável, a energia solar fotovoltaica foi tema de curso inédito em Cachoeiro de Itapemirim, no mês de maio.

Treze profissionais de áreas diversas participaram da capacitação, que teve como objetivos difundir os conceitos fundamentais desse tipo de produção de eletricidade, preparar os participantes para operar sistemas isolados e conectados à rede elétrica, além de desenvolver competências e habilidades para dimensionar e selecionar os equipamentos dos sistemas fotovoltaicos.

Com aulas realizadas na Viação Itapemirim, o curso foi aplicado pela empresa Solvix – Energia Solar, de Vitória, com o apoio da prefeitura de Cachoeiro – por meio da Subsecretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico – do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) – Campus Cachoeiro e da Gráfica Itabira.

Para um dos participantes, o engenheiro mecânico Rogério Caiado Machado, a área das energias renováveis tem se desenvolvido muito nos últimos anos e o seu aproveitamento, tanto como fonte de calor quanto de luz, é uma das formas de gerar eletricidade mais promissoras para o futuro.

“A experiência prática do curso foi muito importante. Tivemos a oportunidade para melhorar os procedimentos, de forma a tornar os nossos projetos mais viáveis economicamente e já iremos aplicar num projeto-piloto, de forma voluntária, numa escola de Cachoeiro para desenvolvimento da viabilidade econômica”.

O diretor de Pesquisa, Extensão e Pós-graduação do Ifes – Campus Cachoeiro, Paulo José Pereira de Oliveira, destacou que a iniciativa permitiu a professores do instituto e a outros profissionais da região terem acesso à qualificação sem precisar se dirigir para outros grandes centros, onde o curso é oferecido.

Segundo o subsecretário Alexandre Gasparini, a prefeitura de Cachoeiro vem fortalecendo a tríplice hélice, o modelo de inovação com base na relação governo, universidade e empresa mais sustentável e durável na era da economia do conhecimento.

“Visando à produção de novos conhecimentos, a inovação tecnológica e ao desenvolvimento econômico, desejamos unir cada vez mais a Universidade, como indutora das relações com as Empresas, que é o setor produtivo de bens e serviços, e o Governo como regulador e fomentador da atividade econômica.”

A energia solar pode ser usada em qualquer local, gerando eletricidade no próprio ponto de consumo, sem a necessidade de levar a eletricidade por meio de linhas de transmissão ou redes de distribuição. Pode ser empregada em todo o território nacional, em áreas rurais e urbanas, a partir da luz do Sol.

Fonte: Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim

Comments for this post are closed.